Città Revista

Città Revista

Rio Verde possui um novo veículo de comunicação e informação e o Blog da Thay apresenta para você!

A “bola” da vez é a Città, revista feita pelas jornalistas Gabi Guimarães e Jéssica Bazzo e pelo publicitário Samuel Pedrosa. A Jéssica conheci agora, mas a Gabi e o Samuel são velhos amigos meus da TV Sucesso, afiliada da TV Record. A Gabi foi quem me indicou na TV e o Samuel quem dirigiu o Thay Na Moda em todas as edições que foram ao ar.

Desde aquela época admirava a competência e o trabalho dos meninos e, quando fiquei sabendo da Città, não pensei duas vezes. Quem já leu a Città sabe que, além de leitora, sou colunista da revista.

Para apresentá-la a vocês convidei os três mentores: Gabi, Jéssica e Samuel para um bate-papo no quadro “Além do Closet”.

IMG_3920

Confira o que rolou e emocionou essa blogueira aqui!

Blog da Thay: Meninos, apresentem para meus leitores a Città.

Jéssica: A Città foi criada pensando na necessidade de um periódico feito em Rio Verde e para Rio Verde. Os conteúdos são exclusivos, tem como personagens os rio-verdenses, nascidos aqui ou ainda que de coração, com assuntos de interesse público tratados com credibilidade e leveza. Rio Verde merece uma revista como a Città. 
Por ser de variedades, as editorias são diversas, informando e entretendo a população, que se vê e se identifica com essa proposta. 

Samuel: Città é cidade em italiano… Logo, o vínculo conteúdo da cidade para a cidade de Rio Verde. Com o diferencial e destaque na produção das reportagens, sendo feitas por jornalistas, usando personagens, autoridades e especialistas de Rio Verde. 

Blog da Thay: Fico honrada e feliz por fazer parte da Città, seja como colaboradora ou personalidade. Sou bairrista e me encanta ao extremo ver o valor que vocês estão dando a cidade e população de Rio Verde. Mas, vem cá, os três são nascidos em Rio Verde? Ou temos algum migrante aqui,como mostra a reportagem da capa?

IMG_3923

Samuel: Coincidência ou não… Assim como diz a matéria da capa, a Jéssica é do Sul e eu sou do Nordeste. Somente a Gabi é rio-verdense.

Blog da Thay: A reportagem de capa nos mostra que a cidade de Rio Verde recebeu migrantes e que as famílias buscavam principalmente oportunidade de trabalho e a manutenção de riquezas. Jéssica e Samuel, esses foram os motivos pelos quais as famílias de vocês migraram para Rio Verde?

Samuel: Não sei dizer muito, pois era criança quando viemos para cá. Mas sei que foi por questão familiar. A insatisfação pelo ambiente da cidade em meio a crise política e econômica do início dos anos 90. Trabalho, meus pais conseguiram com o tempo. O clima e relacionamento com as pessoas também foi um diferencial.

Jéssica: Eu tinha nove anos quando nos mudamos para Rio Verde, foi no final do ano 2.000. O esposo da minha tia trabalhava com a Perdigão lá, tinha granja de aves e foi convidado para conhecer Rio Verde, pois a empresa estava se instalando aqui. Meu pai tinha uma pequena propriedade rural no interior de Santa Catarina e veio acompanhar meu tio. Conheceu a região, gostou e meses depois nós estávamos aqui.  Meu pai viu a cidade como oportunidade de se estabelecer, ampliar os investimento e criar os filhos. Deu certo! Onde morávamos não cresceu mais, se estagnou. E aqui, apesar de certas dificuldades, conquistamos muitas coisas.

Blog da Thay: Gabi, como é para você ter sócios que não são da cidade, faz alguma diferença?

Gabi: Na minha avaliação isso soma. As nossas diferenças só vieram para agregar. A partir do momento que temos pessoas de culturas diferentes me ajudou até a ter uma avaliação da minha própria cultura. E disso faz surgir coisas que nem mesmo sabíamos, por ter aquele olhar acostumado, a rotina de não perceber que tal lugar tem um diferencial da nossa cidade e, para quem mora aqui, vê aquilo ali como algo normal. Na construção de  um material como o da revista é importante contar com vários olhares. E por que não pessoas de outros estados, apesar deles terem sido criados aqui desde novinhos, a cultura que eles trazem da família, das tradições do povo deles, agrega na nossa produção final.

Blog da Thay: Como surgiu a ideia de produzir uma revista?

Jéssica: A grande idealizadora do projeto foi a Gabi, ela teve a ideia de uma revista segmentada, me apresentou o projeto eu achei muito interessante e abracei a causa. Depois de muitas reuniões, nós três decidimos fazer uma revista de variedades pela possibilidade de abordar vários temas e também pelo fato da carência de uma revista que abordasse assuntos regionais diversos. Acredito que esse foi o grande “pontapé”. A parte mais difícil foi escolher o nome, original e que representasse a nossa proposta.
Samuel: Bem isso! Quando elas falavam comigo sobre a revista, sobres as possibilidades, eu só ajudava a levantar os prós e os contras, vantagens e desvantagens do segmento.

Gabi: Dentre as possíveis desvantagens da segmentação seria justamente o desafio de fazer um material totalmente diferente do mercado de Rio Verde.

Blog da Thay: Eu sempre gostei de ler as revistas da região e o que mais me chamou a atenção na Città foi a riqueza de informação, coerência, a forma abordada nos textos e todas as histórias e personagens serem com rio-verdenses. Realmente esses são os “trunfos” da Città?

Jéssica: Acredito que realmente o nosso maior diferencial é a informação e a maneira jornalística de tratá-la, com credibilidade buscando não copiar textos mas fazê-los, referencia-los sim, mas não copiá-los. Além disso, acredito que eu e a Gabi temos uma maneira de fazer semelhante e ambas têm humildade na hora de produzir, uma pede opinião para a outra. Nos preocupamos com essa questão de fazer com que o texto fique “redondo”, que fique certo, que realmente informe de maneira clara. Esse contato entre nós duas é muito importante.

Samuel: Acredito que simplesmente seja “fazer revista”. Fazer do jeito que deve ser feito.

Gabi: Além de  tudo que a Jéssica falou e o Samuel completou, tem ainda a questão do gosto pela leitura, quem gosta realmente de ler, percebe que a Città segue um perfil editorial e não é uma revista que o comercial pesa mais que o jornalismo. Na grande maioria das empresas de comunicação, o comercial “briga” muito com o interesse jornalístico, como nós somos o comercial e o jornalismo, conseguimos dosar as duas coisas de forma que o jornalismo não seja prejudicado pelos interesses comerciais. Prova disso, é que nas nossas primeiras visitas as pessoas perguntavam o preço da capa, mas não está na nossa proposta vendê-la e até que se prove o contrário, não vamos fazer isso. Nós temos a liberdade de colocar na capa o que o jornalismo pede no momento.

Blog da Thay: Quem já leu a revista viu que na primeira edição da Città fui entrevistada e o tema da matéria foi sobre a economia da moda, o que diferenciou muito das outras entrevistas que já concedi. Confesso que fiquei muito feliz em responder, pois sempre me perguntam apenas sobre tendências e esquecem das riquezas geradas pelo mercado da moda. E esse assunto precisa ser mais discutido e mostrado a fim de que as pessoas tenham consciência do quanto a moda é importante para a economia das cidades e do país. Primeiramente, quero parabeniza-los por abordar esse tema. E por que vocês decidiram explorar esse assunto para a primeira edição?

IMG_3924

Gabi: A matéria sobre a economia foi abordada porque, às vezes, a moda é tida como a política e as pessoas pensam que não vai interferir em nossas vidas, que não somos responsáveis por aquilo, mas a verdade é que a moda vai além das passarelas. Por exemplo, quando conversamos com uma designer de interiores ela relatou que a moda da decoração é ditada pelas passarelas, as cores, as texturas e o que for tendência no momento. A moda movimenta um mercado bilionário, e consequentemente, grande parte da economia. Em cidades como Rio Verde percebemos que em tempos de crise, quando a economia não vai bem, a primeira coisa que observamos são lojas fechando, lojas de roupas ou sapatos, pessoas que não conseguem se manter. Então, é lógico que moda está totalmente ligada com a economia e essa participação é muito importante, além de ser um termômetro de como vão as coisas. 

Samuel: Foi um assunto muito interessante,  uma maneira formal de dar uma introdução à moda, então deixamos para colocar um assunto informal nas próximas edições, sempre que possível expondo uma tendência.

Jéssica: Acredito que a pauta “economia” vai de encontro com o que é a proposta da Città, abordando de forma diferenciada um assunto que esteja em debate na mídia e na sociedade. Moda está totalmente ligada à economia. Quanto às demais questões, a Gabi já esclareceu muito bem.

Blog da Thay: Diante de todas as informações sobre a revista confesso que fico ainda mais honrada e feliz pelo convite de colaborar com as matérias, sem contar que fico intrigada para saber o que me faz merecedora desse mérito.  Quais foram os critérios e características que vocês levaram em consideração para me convidar para fazer parte da Città?

Gabi: O blog da Thay se encaixa na revista pelo fato de ser um blog que gosta de falar com as pessoas, que gosta de ter pessoas por perto e de ser acessível, assim como a nossa proposta. E como já te disse em outras oportunidades, moda não é pegar uma peça de R$  400 ou R$ 700 e vestir, isso qualquer um faz, desde que tenha dinheiro pra tal. Moda é ir além disso. Quem sabe falar de moda, sabe falar para todo mundo, independentemente da classe social. Outro aspecto do seu blog que diferencia é que ali, apesar de estarmos vendo a “Thay”, antes daquilo vemos o produto ou marca. Você tem o cuidado de colocar os seus parceiros e leitores em primeiro lugar. Em outras situações percebemos que é mais vaidade, e a pessoa acaba sobressaindo ao produto. Assim como na Città, ninguém viu minha foto ou da Jéssica lá, viram apenas a assinatura por ser necessário ter, mas nós duas não tivemos essa vaidade de nos colocar em primeiro lugar. Essa é uma semelhança que faz o blog ser um grande parceiro. 

IMG_3930

Blog da Thay: Estou emocionada com essa resposta!

Samuel: A escolha pela Thay da minha parte pesou muito a experiência que a gente teve trabalhando juntos no “Thay na Moda” e a forma de você, Thay, trabalhar. Sempre de um jeito sério, aparece nas fotos, mas não tem essa vaidade de sempre se expor, priorizando o cliente. Acreditamos que a revista tem que trazer benefícios para o cliente também, sendo no conteúdo, visibilidade ou vínculo com as reportagens.

Jéssica: Para mim você Thay é referência não só em Rio Verde, mas também no país, por que é uma pessoa séria, tem comprometimento e consegue falar para todo mundo. Uma curiosidade é que eu já tinha ouvido falar de você, mas não a conhecia e um dia em uma panificadora o meu namorado te viu e falou:  “Olha lá a Thay!”, fiquei surpresa, pedi como ele sabia quem você era e a resposta foi “porque estava todo mundo falando”. Risos! No Blog da Thay não tem só moda, não tem só fotos, tem conteúdo! Acho muito interessante o fato de você Thay falar para todo mundo, você respeita as diferenças e sabe que não são todos que tem condições de comprar uma roupa cara e que nem todo mundo precisa comprar uma roupa cara, pois você mostra que é possível estar na moda e se sentir bem se vestindo de forma acessível. 

Nesta hora a blogueira aqui já estava ao prantos!

Blog da Thay: Trabalhei muitooooo para conseguir passar essa mensagem. É essa a imagem que até aqui tentei passar aos leitores e telespectadores. Estou muito realizada de ouvir tudo isso. Estou me sentindo plena como profissional neste momento.

Gabi: Essa nossa sensibilidade e percepção é que queremos deixar na Città. Mostrar quem faz o que gosta, que faz por amor, assim como a gente. Você Thay é tudo isso que dissemos! Pode chorar se te fez bem! Por que são opiniões sinceras!

Jéssica: Mérito seu Thay! Continue assim, pois você está no caminho certo! Só falamos a verdade.

Blog da Thay: Muitoooo Obrigada gente! 

Após me recompor das lágrimas, vamos às últimas perguntas.

Blog da Thay: O que podemos esperar para essa segunda edição? 

Jéssica: Os preparativos para a próxima edição já começaram, nós estamos dando andamento nos textos. Quem gostou da primeira edição pode esperar, pois vamos manter a nossa linha de editorial com materiais produzidos com interesses de quem mora em Rio Verde. A próxima edição está prevista para sair na primeira quinzena de junho e gostaria de destacar que temos uma coluna social sempre com temas diferentes. Na primeira edição foi o “Social Party” e a próxima é “Você Fitness”. Então, quem quiser aparecer na Città poste uma foto no Instagram realizando alguma atividade física, seja na academia ou ao ar livre com a hashtag #cittarevistarv desta forma poderá ser selecionado para aparecer na próxima revista. 

Blog da Thay: Quero um “furo de reportagem” para meus leitores!

Samuel: O que podemos adiantar é que esperem ler na próxima edição sobre arquitetura e decoração nas paredes e problemas enfrentados pela sociedade atual, a coluna “Relatos de um viajante” trará um destino nacional e, no mais, só quem ler a próxima edição saberá! Risos!

Blog da Thay: Obrigada por compartilhar com meus leitores essa prévia!! E para ler essa primeira edição, como meu leitor pode adquirir a revista?

Samuel: Graças a Deus a primeira edição já está esgotada.. Então podem ler na versão online Veja Aqui! ou no instagram @cittarevista.

Blog da Thay: Informe os contatos da revista para quem tiver interesse de anunciar na Città.

Samuel: Para anunciar é só entrar em contato conosco pelos telefone: (64) 8140-6560/ (64)9991-1620 ou pelo e-mail cittarevista@gmail.com 
E o conselho editorial adequará o conteúdo à necessidade do anunciante. Lembrando que a empresa que anunciar conosco tem direito à exclusividade no segmento comercial.

Blog da Thay: Agradeço de todo o meu coração pela oportunidade de fazer parte da Città e pelo ótimo papo.

A última frase da primeira edição da revista CittÀ é: “Abrace esta ideia”! Quero que vocês saibam que eu já abracei… Contém comigo!

 

IMG_3949

É isso ai gente, o primeiro dia do mês de maio não poderia ter um post melhor, o “Além do Closet” veio de encontro com o dia do trabalho, pois aqui mostra quatro jovens que tem cede pelo trabalho de excelência.

Inspire-se em nossas vontades!

IMG_3952

Beijinhos!!!

Fotos: Paloma

Locação: Cafe e Prosa

Gostou? Então compartilhe 🙂Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on TumblrPin on PinterestShare on Google+Share on StumbleUponEmail this to someone

Autor

admin
Thaylline foi modelo, foi colaborado de um blog de moda com postagens semanais, liderou lojas no varejo de moda em artigos de roupas e sapatos, é colunista de moda da revista RV e apresentadora do programe-te "Thay Na Moda" da TV Sucesso afiliada TV Record.