Um papo sobre ‘Girlboss’ – Por Rafaela Piovezani

Um papo sobre ‘Girlboss’ – Por Rafaela Piovezani

Se você nunca tinha ouvido falar na marca ‘Nasty Gal’ ou na expressão ‘Girlboss’, com certeza isso mudou desde abril. Para ser mais precisa, no dia 21 de abril, estreou na Netflix a série ‘Girlboss’, que conta a história de Sophia Amoruso, criadora do e-commerce ‘Nasty Gal’. Mas sabe aquela expressão ‘O livro é sempre melhor que o filme’? No caso de ‘Girlboss’, foi isso que aconteceu. Pelo menos na minha opinião. 

Em 2014, Sophia lançou a sua autobiografia ‘Girlboss’, onde conta como transformou sua paixão por roupas de brechós em uma empresa que alcançou mais de US$ 100 milhões em vendas em apenas seis anos. Dá pra acreditar? Com um humor único e uma história de vida louca, a empresária nos diverte, inspira, dá dicas e mostra que todas nós podemos ser uma verdadeira ‘Girlboss’. Isso se corrermos atrás, é claro. 

Eu já havia comprado uma bota no e-commerce da ‘Nasty Gal’, muito antes de saber toda a história de Sophia. Quando li o livro achei ela uma pessoa incrível e desejei que fossemos amigas. Juro! Então, quando a Netflix anunciou que transformaria o livro em série, eu fiquei como? ENLOUQUECIDA. Mas junto com o lançamento veio aquela decepção. 

Como o próprio serviço de streaming avisa no começo dos episódios com a mensagem ‘A seguir, uma releitura livre de eventos verdadeiros. Muito livre’, a série traz muitas mudanças comparadas ao livro. Ela apresenta Sophia, interpretada por Britt Robertson, como uma anti-heroína criativa, divertida e politicamente incorreta, que se recusa a ser uma adulta comum e decide ganhar dinheiro fazendo o que gosta: vendendo roupas online. O lado irresponsável e divertido de Sophia, se tornou o ponto principal da série, fazendo com que a trajetória profissional dela se perdesse. No livro Sophia conta que quando mais jovem, ela era sim irresponsável e até roubava lojas. Mas ela é muito mais do que isso! 

Apesar da série ser recente, a ‘Netflix’ já revelou que ela foi cancelada e não ganhará uma segunda temporada. Já na vida real, Sophia Amoruso deixou o cargo de presidente executiva da Nast Gal e a empresa declarou falência no final de 2016, para que conseguisse passar por uma reestruturação assistida pelo governo dos Estados Unidos. 

Se você assistiu a série e não se surpreendeu, vale correr para ler o livro. Se você não conhecia nem o livro, nem a série, já sabe né? A dose de inspiração e diversão ideais estão nas páginas do livro ‘Girlboss’! 

Instagram: @rafapiovezani

Fotos: Reprodução.

Gostou? Então compartilhe 🙂Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on TumblrPin on PinterestShare on Google+Share on StumbleUponEmail this to someone

Autor

admin
Thaylline foi modelo, foi colaborado de um blog de moda com postagens semanais, liderou lojas no varejo de moda em artigos de roupas e sapatos, é colunista de moda da revista RV e apresentadora do programe-te "Thay Na Moda" da TV Sucesso afiliada TV Record.